Webmail

As abelhas e os alimentos que chegam na nossa mesa
09/09/2008

Não, ao contrário do que muita gente pensa, as abelhas não servem para somente produzirem o tão apreciado mel. Mais do que isso, as abelhas têm um papel importantíssimo no equilíbrio ambiental e na produção dos alimentos que comemos; desde as frutas aos cereais.

Por isso, um fato está assustando especialistas e cientistas em todo mundo: o desaparecimento de colônias inteiras de abelhas. Ainda não há uma explicação conclusiva sobre a causa do desaparecimento das colônias, porém, os agrotóxicos cada vez mais têm sido indicados como um dos fatores causadores da morte das abelhas. 

É este o tema que o ambientalista Henrique Cortez, coordenador do portal EcoDebate, aborda em artigo escrito recentemente. No artigo, Cortez afirma, entre outras coisas:

 

“Especialistas afirmam que cerca de um terço da dieta humana provém de uma planta polinizada por um inseto e as abelhas são responsáveis por 80% da polinização.”

 

“Segundo a Embrapa, devido à redução das fontes de alimento e locais de nidificação, ocupação intensiva das terras e uso de defensivos agrícolas, as populações de abelhas silvestres têm sido reduzidas drasticamente, colocando em risco todo o bioma em que vivem. Nas regiões tropicais, as abelhas sociais (Meliponina, Bombina e Apina) estão entre os visitantes florais mais abundantes.”

 

“No Brasil, as abelhas sem ferrão (Meliponina) são responsáveis pela polinização de 40% a 90% das espécies arbóreas; dessa forma, a preservação das matas nativas é dependente da preservação dessas espécies.”

 

“Pesquisadores ainda não identificaram a causa exata da CCD, mas muitos acreditam que pelo menos em parte esteja associada a pesticidas. Pesquisa da Universidade Penn State documentou mais de 70 pesticidas no pólen e nas abelhas.”

 

“A indústria de agrotóxicos tradicionalmente "culpa" os agricultores pelo uso abusivo ou descuidado, na tentativa de eximir-se de qualquer responsabilidade, inclusive pela contaminação dos agricultores e trabalhadores agrícolas. Mas as evidências são cada vez mais fortes no sentido de comprovar o nexo causal entre os pesticidas e a morte de insetos polinizadores.”

 

“O veneno nosso de cada dia é um negócio bilionário. Não foi por outra razão que, por liminar judicial, a indústria conseguiu impedir a Anvisa de reavaliar 99 agrotóxicos.”

Para ler a íntegra do interessante artigo de Cortez, acesse http://www.correiocidadania.com.br/content/view/2281/9/

Secretaria de Imprensa e Divulgação do Seeb-Passo Fundo