Webmail

Negociação do dia 19/12: Unibanco apresenta proposta de auxílio-educação
20/12/2007

Ocorreu na manhã desta quarta-feira, dia 19, rodada da mesa de negociação permanente entre Contraf-CUT e Unibanco.

Na reunião, o banco apresentou sua proposta de programa de auxílio-educação, que será debatida pelos trabalhadores. Nova negociação ficou agendada para a próxima sexta-feira, dia 21. Pela proposta do banco, seriam inicialmente mil bolsas de estudo de 50% para todo o país para a primeira graduação. O banco financiaria apenas de faculdades que tenham alcançado pelo menos o Nível 3 no Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes, aplicado pelo Ministério da Educação para, em conjunto com outras avaliações, averiguar a qualidade do ensino das instituições).

A Contraf-CUT considerou a proposta positiva, mas pressionou o banco pelo aumento do valor das bolsas. “É uma conquista importante para incentivar os funcionários do banco que não tem condições possa cursar uma faculdade. O banco já exige curso superior de seus trabalhadores e precisa colaborar com eles”, sustenta Jair Alves, coordenador da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Unibanco da Contraf-CUT. A Contraf-CUT já conquistou o auxílio-educação para os bancários do Santander, Itaú, HSBC e Safra.

Fonte: Contraf-CUT

19/12/2007