Webmail

Bancários do Itaú Unibanco fizeram novo protesto contra demissões no RS
21/07/2011

Os bancários do Itaú voltaram a fazer manifestações na terça-feira, dia 19, em todo o país contra o processo de demissões imotivadas e por melhores condições de trabalho. A sequência de mobilizações foi proposta pela Contraf-CUT, federações e sindicatos e teve início no último dia 5. Segundo informações da Contraf/CUT, somente no primeiro semestre deste ano o banco demitiu quase 4 mil funcionários, o que gera enorme tensão nos locais de trabalho.

Além da ameaça constante de demissão, os bancários do Itaú, que adquiriu o Unibanco em 2008, enfrentam sobrecarga de trabalho, imposição de realocamento, desvios de função e terceirização de serviços de natureza bancária.

No Rio Grande do Sul houve paralisações em diversas agências, organizadas pelos sindicatos filiados à Fetrafi-RS. Alguns sindicatos fizeram mobilizações nos locais de trabalho com distribuição de panfletos aos colegas, clientes e usuários do banco.

"A situação dos trabalhadores do Itaú Unibanco exige que a direção da instituição mude seu modo de gestão. Sabemos que o nível de estresse e de sobrecarga de trabalho leva ao adoecimento físico e psíquico. O movimento sindical está empenhado em organizar um processo nacional de mobilização, que visa melhorar as condições de trabalho dos bancários. Isso só vai ocorrer quando o banco tiver disposição para resolver os problemas", afirma Arnoni Hanke, diretor da Fetrafi-RS e funcionário do Itaú Unibanco.

Veja as atividades realizadas pelos sindicatos filiados à Fetrafi-RS:

Camaquã - A abertura da agência do Itaú de Camaquã foi retardada por uma hora. Os dirigentes sindicais distribuíram panfletos aos bancários e clientes.

Carazinho - O Sindicato dos Bancários fez mobilizações em duas agências, com paralisação das atividades até às 12h.

Caxias do Sul - Os bancários paralisaram o atendimento de uma agência do Itaú e o Sindicato protestou contra as demissões.

Cruz Alta - Duas agências do Itaú de Cruz Alta permaneceram de portas fechadas até às 12h. O Sindicato promoveu mobilizações nestes locais. 

Erechim - As agências Centro, Praça da Bandeira e PAB da Aurora do Itaú abriram somente às 12h.

Ijuí - O Sindicato distribuiu panfletos em duas agências da cidade.

Litoral Norte - O Sindicato promoveu panfletagem na agência do Itaú de Capão da Canoa.

Passo Fundo - As três agências da cidade permaceram fechadas até as 12h.

Pelotas - O Sindicato dos Bancários de Pelotas fez manifestação em uma agência, onde o atendimento ficou indisponível até as 12h. 

Porto Alegre - Além do atraso na abertura da agência Andradas, localizada na esquina Democrática, o SindBancários realizou ato público no fim da manhã entre as ruas Borges de Medeiros e Andradas, diante da agência do Itaú Unibanco.

Rio Grande - Houve paralisação do atendimento em duas agências da cidade das 9h às 11h.

Santa Rosa - O Sindicato paralisou o atendimento da agência local até as 12h. A atividade contou, ainda, com o apoio de trabalhadores e trabalhadoras de outros bancose da população, que fizeram questão de prestar a sua solidariedade ao movimento.

Santo Ângelo - Houve paralisação no atendimento de duas agências do Itaú Unibanco e o Sindicato fez panfletagens nestes locais.

Vale do Paranhana - A agência do Itaú Unibanco de Parobé permaneceu fechada até as 12h desta terça-feira.


Fonte: Imprensa Fetrafi-RS – 20/07/2011