Webmail

Banestes instala biombos nas agências para combater "saidinha de banco"
14/04/2011

O Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes) instalou biombos entre a fila e a bateria de caixas, como forma de evitar que "olheiros" vejam os saques dos clientes e, assim, combater o crime de "saidinha de banco". Conforme a diretora da Contraf-CUT, Marilza Speroto, "a medida foi bem recebida pelos bancários, vigilantes e clientes".

 

Enquanto isso, continua tramitando na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei nº 37/2011, do deputado estadual Luiz Durão (PDT), que dispõe sobre a obrigatoriedade de instalação de biombos em todas os bancos do Espírito Santo. "A proposta ainda não foi votada", informa Marilza.

 

Para Durão, "no Espírito Santo a situação não se diferencia dos demais Estados e vem, a cada dia que passa, aumentando o número de ocorrências, como a que aconteceu recentemente no centro de Vitória, que deixou pessoas feridas", exemplificou.

 

Leis municipais

 

No Estado, três cidades já possuem leis municipais que determinam a colocação dessas divisórias:

Vitória, Vila Velha e Cachoeiro de
Itapemirim.

 

Em Cachoeiro do Itapemirim, o projeto que deu origem à lei é de autoria do vereador Luisinho Tereré (DEM) e foi aprovado no ano passado. O presidente da Câmara Municipal, vereador Júlio Ferrari (PV), no uso de suas atribuições legais, promulgou a lei, já que o prefeito Carlos Casteglione não a sancionou dentro do prazo.

 

"Nosso objetivo é promover mais segurança aos clientes em todas as agências da cidade. Dificultar a visibilidade das transações nos caixas pode ser uma alternativa para minimizar assaltos, roubos de malote e outros crimes propícios nestas áreas", disse Tereré.

 

"Eu gostei. Me sinto mais segura. Nem o pessoal que está na fila atrás da gente consegue ver nada", disse Normaly Fagundes, uma aposentada que utilizava os serviços de caixa eletrônico na agência de Cahoeiro do Itapemirim.

 

Fonte: Contraf-CUT com Espírito Santo de Fato