Webmail

Protesto reúne comunidade escolar em defesa da educação pública no RS
11/10/2007

Uma comissão de representantes da manifestação do Cpers-Sindicato diante do Palácio Piratini, no centro de Porto Alegre, foi recebida por volta das 11h pelo chefe da Casa Civil, Luiz Fernando Záchia. Cerca de 300 professores, servidores ligados à educação, alunos e pais chegaram às 5h ao local e permaneceram acorrentados na porta do Executivo gaúcho até às 10h. 

Mais de 4 mil manifestantes de todo o Estado, empunhando faixas, cartazes e usando narizes de palhaço ocuparam a Rua Duque de Caxias, onde aconteceu um ato público contra o sucateamento da educação. O objetivo do movimento é abrir um processo de negociação entre o governo e a categoria para discutir questões como investimento em educação, salários, falta de pessoal nas escolas, além do pacote contra o déficit do Estado.

O Cpers-Sindicato deverá entregar um ofício ainda nesta semana solicitando o agendamento de um encontro com o Executivo para apresentar as reivindicações dos professores. Até segunda-feira, o Governo designará um interlocutor para encaminhar o processo de negociação. 

Parte dos manifestantes permanece na Capital para participar do 20° Encontro Estadual de Educação do Cpers-Sindicato, de11 a 14 de outubro, no Teatro Dante Barone, na Assembléia Legislativa.

“Queremos garantir um calendário de negociação com o Governo para debater a nossa pauta de reivindicações. Vamos enfrentar a política clara de sucateamento da educação que tem sido imposta pela governadora Yeda”, destaca a vice-presidente do Cpers-Sindicato, Rejane Oliveira.

*FEEB-RS
Foto: Marisane Pereira