Webmail

Sindicato do Mato Grosso pede afastamento de gerente do BB por assédio moral
21/07/2010

O Sindicato dos Bancários do Mato Grosso protocolou ofício solicitando à superintendência estadual do Banco do Brasil no Estado o afastamento da gerente de segmento da agência Várzea Grande Centro, por prática de assédio moral coletivo contra os funcionários. O Sindicato fez o protocolo no dia 16 de julho e até esta terça-feira 20 ainda não havia recebido nenhum posicionamento do banco.

A denúncia recebida no sindicato foi reafirmada em reunião com mais de 40% dos funcionários da agência, que afirmam ter provas e testemunhas. De acordo com os bancários, a gerente vem utilizando já há algum tempo diversas condutas que caracterizam o assédio moral coletivo na agência, tais como: ameaças e constrangimento para que os funcionários realizem atendimento abaixo de 15 minutos (mesmo sem condições de realizá-lo), constrangimento de trabalhadores na frente de clientes e usuários por motivos fúteis, acusações infundadas referentes a erros/problemas do sistema ou de terminais, ameaça de abertura de inquérito administrativo etc..

"Estas são apenas amostras do que foi relatado na denúncia e pelos funcionários. Exigimos o afastamento da gerente por entendermos que sua presença na agência é prejudicial a qualquer investigação sobre o caso, inclusive com a possibilidade de retaliação sobre os funcionários. Em plena discussão da criação do comitê de ética no BB, surgem comportamentos como esse, o que é no mínimo reprovável", critica o secretário jurídico do Seeb MT e funcionário do BB, Alex Rodrigues.

O sindicato está cobrando uma ação do BB para solucionar esse caso e está avaliando a adoção de outras medidas contra o banco. 


Fonte: Seeb Mato Grosso – 20/07/2010