Webmail

Comissão de Trabalho realiza audiência sobre fusão de bancos
24/09/2007

O acordo de fusão foi assinado em 23 de abril deste ano. A audiência foi proposta pelo deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA). O parlamentar afirma que a fusão criou o quinto maior banco do mundo em valor de mercado, com 220 mil funcionários e 47 milhões de clientes. 

A principal preocupação do deputado é com a situação, no Brasil, dos trabalhadores da nova instituição financeira. "Os dois bancos anunciaram que a fusão provocará a demissão de 12.800 bancários, enquanto outros 10.800 cargos serão terceirizados". Segundo Almeida, em 2003, quando o ABN assumiu o controle do Sudameris, "milhares de bancários foram demitidos". Com a nova mudança, os trabalhadores estão apreensivos com o seu futuro. Os deputados também discutirão as possíveis mudanças para os clientes. 

Convidados 
Foram convidados para a audiência: 
- o ministro do Trabalho, Carlos Lupi; 
- o presidente do Banco Central, Henrique Meireles; 
- o presidente do Banco ABN Amro Real S/A e da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Fábio Colletti Barbosa; 
- o presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, Oded Grajew; 
- o executivo-chefe do Barclays Bank PLC, Jonh Varley; 
- o presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo (CUT), Luis Cláudio Marcolino; 
- o presidente do Banco Santander S/A e dirigente do Conselho Diretor da Febraran S/A, Gabriel Jaramillo Saint; 
- o presidente da Contraf-Cut, Vagner Freitas de Moraes 

A audiência está marcada para as 10 horas no plenário 12. 


*Agência Câmara