Webmail

João Pedro Stédile:
22/12/2009

O líder do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra), João Pedro Stédile, publicou, no dia 18 de dezembro, artigo sobre a Conferência de Copenhague.  No artigo, Stédile afirma que a conferência busca soluções  para a continuidade do sistema capitalista sem ouvir os povos de todo o mundo e propõe a agricultura camponesa para a preservação do meio ambiente.  Stédile afirma, entre outras coisas:

“A Conferência em Copenhague não vem tratando sobre o clima e suas mudanças. Trata, sim, de uma avançada engenharia financeira para a consolidação e expansão do que se convencionou chamar capitalismo verde.”

 

“Isso se comprova facilmente pela vitória dos mecanismos de mercado sobre as propostas de fundos públicos, pelo avanço dos agrocombustíveis e dos transgênicos resistentes a um clima mais adverso.”

 

‘É necessária uma mudança estrutural em direção a um sistema que não tenha como seu único objetivo a acumulação privada, mas sim as necessidades humanas.”

 

“A COP15 tem como resultado uma colcha de retalhos de falsas soluções.”

 

“Somente quando a humanidade se libertar dos interesses pelo lucro, poderá utilizar sua capacidade para consolidar sistemas urbanos e camponeses sustentáveis. Assim, teremos soluções reais para os atuais problemas ambientais.”

 

Para ler a íntegra do artigo de João Pedro Stédile, acesse http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/stedile-copenhague-e-suas-falsas-solucoes/

 

 

Secretaria de Imprensa e Divulgação