Webmail

Petróleo: restaure-se a moralidade
13/05/2009

Paulo Metri, engenheiro, conselheiro da Federação Brasileira de Associações de Engenheiros, e Sergio Ferolla, Brigadeiro, membro da Academia Nacional de Engenharia, escreveram, conjuntamente, um artigo em que denunciam o quão prejudicial aos interesses do povo brasileiro é a lei nº 9478.  A lei extinguiu o monopólio estatal sobre as reservas de Petróleo e abriu o setor às multinacionais.  O artigo faz, entre outras afirmações, a seguinte:

"Um verdadeiro balanço dos dez anos da lei n° 9.478 nunca foi feito, deixando o brasileiro comum desinformado de fatos sobre o inaceitável desvio da nossa riqueza. A sociedade precisa ser conscientizada de que essa lei de 1997, imposta no período de plena vigência do regime neoliberal que acabou por levar a humanidade à atual tragédia econômica e industrial, permitiu a entrada de empresas estrangeiras no país, que são donas do petróleo descoberto e o remetem para onde querem. Deixam muito poucos tributos no país, fato hoje reconhecido até por elas próprias. Estas empresas não desenvolvem tecnologia aqui e nem contratam trabalhos da engenharia brasileira. Poucos bens e serviços adquirem localmente, durante a fase dos investimentos, que é a etapa dos grandes gastos, e não empregam nosso pessoal especializado."

Para ler a íntegra do interessante artigo Petróleo: restaure-se a moralidade,acesse www.correiocidadania.com.br/content/view/3242/9/

Fonte: Secretaria de Imprensa e Divulgação