Webmail

Previ: contribuições do Plano 1 continuam suspensas até março
08/01/2009

Os bancários do Banco do Brasil, da ativa e aposentados que participam do Plano 1 da Previ, continuam sem pagar a contribuição até março. O Conselho Deliberativo do fundo de pensão aprovou, no final do ano passado, a proposta da Diretoria Executiva de prorrogar por mais três meses a suspensão das contribuições. O BB também ficou isento da contribuição.

Segundo William Mendes, secretário de Imprensa da Contraf/CUT e funcionário do Banco do Brasil, a suspensão das contribuições está amparada em previsões sobre existência de Reserva Especial ao final do exercício de 2008. "É possível que, após o fechamento do balanço do ano passado, a Previ suspenda a contribuição durante todo o ano de 2009. Pelo desempenho que o nosso fundo de pensão teve nos últimos anos, essa suspensão é completamente viável e a representação dos funcionários vai lutar pela manutenção da suspensão", afirma William.

A Previ também aprovou um aporte de R$ 180 milhões ao Fundo de Contribuições, com recursos oriundos da Reserva Especial. Este fundo suportará as contribuições pessoais e patronais neste período. 

William lembra que a suspensão anual das contribuições é uma conquista do funcionalismo e foi incorporada ao regulamento do Plano 1, conforme acordo aprovado por associados e pela patrocinadora em 2007. "Essa suspensão representa dinheiro no bolso para todos os participantes do Plano", conclui..

Fonte: Seeb São Paulo c/informações da Previ - 06/01/2009