Webmail

Bancos crescem o dobro do Brasil no segundo trimestre
17/09/2008

A economia brasileira mostrou um claro sinal de vitalidade com a divulgação do aumento de 6% do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre de 2008 em relação ao ano passado. Em uma situação muito melhor – duas vezes melhor – estão os bancos, já que o PIB específico do setor subiu 12,7% no mesmo período. Os dados foram divulgados na quarta, dia 10, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado dos bancos, definidos no levantamento como serviços de intermediação financeira e seguros, foi o melhor entre vários setores. O da construção civil, por exemplo, foi de 9,9%. O da indústria extrativista foi de 5,3%, sendo 5,1% na produção de petróleo e gás e 7,3% na mineração. A indústria de transformação cresceu 4,8%. Os bancos também se destacam na comparação com seus pares, dentro do setor de serviços. O de informação cresceu 9,7%; comércio, 8,9%; transporte, armazenagem e correio, 4,4%.

Eles podem pagar – No ano passado, também de acordo com o IBGE, o PIB do setor bancário cresceu 41,7%, quase oito vezes mais que a economia como um todo. Com o resultado apresentado nos dois primeiros trimestres deste ano a expectativa é que ao finalizar 2008, o resultado seja semelhante ou melhor que o do ano passado.

 

Fonte: Seeb São Paulo/Feeb-RS - 16/09/2008