Webmail

HSBC: negociação avança e bancários conquistam novo plano odontológico
21/05/2008

Na terça-feira, a COE HSBC teve reunião, na sede da CONTRAF-CUT, para organizar a estratégia para negociação com a direção do banco inglês. As federações e sindicatos presentes relataram os problemas enfrentados em suas bases e definiram as ações, que devem ser encaminhadas pelo movimento sindical.

O representante dos gaúchos na reunião, Lúcio Paz – diretor do SindBancários - apresentou a ata da reunião do Coletivo Estadual, realizada no dia 17 de abril. Além de pontuar os problemas do RMO na base de Porto Alegre e Região, os boatos sobre a existência de “Gerente Virtual” e “Caixa 8h”; e ainda, a necessidade de edição do jornal nacional ANÁLISE.  A conclusão dos trabalhos da reunião foi finalizada com uma mesa simulada de negociação.

Já na quarta-feira, ocorreu a reunião de negociação com a direção do HSBC, na sede do Sindicato dos Bancários de São Paulo. A negociação teve inclusive a participação do diretor do banco, João Rached.

A reunião, que durou quatro horas, teve uma primeira etapa bastante tensa, onde o banco afirmou que não admitiria ver o nome da instituição manchada e jogada na lama das ruas e avenidas deste país e que isto poderia levar ao rompimento da mesa específica. Os trabalhadores reafirmaram que as condições de trabalho dentro do HSBC estão à beira do insuportável e que as negociações precisam evoluir.

“Não se pode admitir continuar com uma pauta sem o banco apresentar soluções. A COE-HSBC aposta no diálogo e na negociação, todavia, o conflito é inerente à luta dos trabalhadores e, assim, o rompimento da mesa seria um prejuízo ao banco”, argumenta Lúcio Paz.

Após vários debates, o consenso firmado à mesa foi a continuidade das negociação. Assim, o banco passou a esclarecer algumas demandas e a apresentar o novo plano odontológico.

Confira os detalhes sobre os temas negociados:

RMO – O banco demonstrou os gráficos e a evolução da implantação do sistema, reafirmando que não há mais problemas de ordem técnica.  Caso ocorram dificuldades, elas serão originadas pelo volume de trabalho nos dias de pico e então corrigidas caso a caso.

CAIXA 8h – O banco informou que se trata de um atendimento exclusivo nas agências Premier e firmou o compromisso de que isto não será expandido às agências normais.

GERENTE VIRTUAL – O banco explicou que está mudando o seu foco de atuação no mercado e nesse sentido os clientes SUPER CLASS serão atendidos pelo Call Center, deixando os gerentes nas agências (RM´S) com maior disponibilidade de atendimento aos clientes GOLDEN e PREMIER.

DEMISSÕES – Os ingleses reafirmaram que não existe a previsão de demissões, mas se ocorrerem despedidas, estas estarão no TURN OVER normal do banco.

GT´S DE SEGURANÇA E PCS – O banco reafirmou o interesse de implementar estes grupos de trabalho, entretanto não acenou com nenhuma data. A COE-HSBC formalizará o agendamento novamente.

PLANO ODONTOLÓGICO – O HSBC finalmente apresentou o projeto do novo benefício. Serão duas empresas de ponta no mercado.  Cada uma ofertará a adesão em um de quatro planos diferentes, num total de oito possibilidades.  Os serviços poderão englobar ortodontia e até implantodontia. Faltam apenas alguns detalhes formais de contratação para que o RH do banco divulgue os planos e as operadoras. A previsão é de que isto ocorra, no máximo, até o início de junho.

“O movimento sindical foi contundente ao afirmar para o HSBC a necessidade do banco melhorar, e muito, as condições de trabalho, a valorização profissional e os benefícios aos trabalhadores.  Uma empresa que quer ser a melhor para se trabalhar precisa investir nos seus recursos humanos, indubitavelmente. A melhoria no Plano Odontológico é mais uma vitória dos trabalhadores. Mas a nossa luta ainda continua”, avalia Lúcio Paz.

Fonte: Feeb/RS 16/05/2008