Webmail

7 de abril: Dia Mundial da Saúde
08/04/2008

OMS alerta para os riscos do aquecimento global

O Dia Mundial da Saúde foi instituído em 7 de Abril de 1948, pela Organização Mundial da Saúde, com base no direito do cidadão à saúde e no dever do Estado quanto à promoção da mesma. Saúde pública não consiste apenas na soma da saúde das pessoas. É instrumento para o progresso social e econômico e está ligada com a paz, educação, habitação e equidade.

Em 2008 a OMS alerta para o aquecimento global. Segundo a Organização, as mudanças climáticas podem trazer sérios problemas de saúde pública. Por isso, salienta a necessidade de coordenação entre países para controlar o problema.

O aquecimento global traz impactos para a saúde pública de todos os países e só através da colaboração internacional esse desafio poderá ser vencido — é o que alerta a OMS no Dia Mundial da Saúde 2008, comemorado nesta segunda-feira (7).

Entre as recomendações feitas pela agência das Nações Unidas está o fortalecimento da vigilância sanitária e o controle de enfermidades infecciosas. Com o aquecimento planetário, as autoridades de saúde temem que doenças tipicamente tropicais, como malária e dengue, atinjam os países hoje mais frios do Hemisfério Norte. No Hemisfério Sul, alagamentos em algumas regiões podem fortalecer ainda mais essas doenças; em outras, a seca pode levar à desidratação e à desnutrição.

A poluição do ar promete mais casos de asmas, bronquites e outros problemas de ordem respiratória, além de alergias. Também devem aumentar os casos de doenças ligadas ao estresse, que afetam coração, circulação e pulmões.

A diretora-geral da OMS, Margaret Chan, afirma que se as mudanças climáticas não forem combatidas, os suprimentos de comida, ar e água estão sob risco. Ela também recomenda o fortalecimento da infraestrutura de saúde em países pobres e em desenvolvimento. O maior impacto deve ser visto em regiões rurais e remotas, que serão as primeiras a receber o impacto climático, alerta a OMS.

Fonte: OMS