Webmail

Para o candidato John McCain, os EUA podem ficar 100 anos no Iraque
31/01/2008

O presidente dos Estados Unidos, George Bush, já avisou que a invasão dos Estados Unidos ao Iraque pode durar até 50 anos. Em campanha, o pré-candidato do Partido Republicano à sucessão de Bush, John McCain, deu uma declaração afirmando que a invasão pode se estender a 100 anos.

Utilizando uma certa dose de ironia, poderíamos dizer que estamos diante de uma boa notícia,não é mesmo? Afinal, com isso teremos garantidos cem anos de democracia no Iraque.

Mas, deixando de lado a ironia, em recente entrevista, McCain afirmou, ao explicar sua declaração, que “Comigo tudo bem, desde que americanos não sejam feridos ou mortos”.    Mais adiante, na mesma entrevista, McCain, ainda afirma: “o que eu acho é que é possível a redução de vítimas americanas até que os próprios iraquianos assumam a luta e as mortes.”McCain demonstrou todo o seu desprezo por outros povos, o que dá uma idéia do tipo de democracia que o governo de seu país quer implantar no Iraque. 

A entrevista completa de McCain, de pouco mais de 5 minutos, você pode assistir no sítio www.viomundo.com.br, seção TV.

Petróleo

A charge do Pedreira mostra a verdadeira razão da invasão dos Estados Unidos ao Iraque. Que democracia que nada! O que o grande capital, que detém o poder na grande nação do norte, quer é...petróleo. Assenhorear-se da maior quantidade possível das reservas que devem se extinguir em poucas décadas.