Webmail

Agência do HSBC é fechada por descumprir Lei das Filas em SC
01/10/2015

Sindicato atribui a espera à falta de funcionários e responsabilizou banco

Uma agência do HSBC, no Estreito, na região continental de Florianópolis, ficará fechada até a manhã desta quinta-feira (1º), por descumprir a lei municipal da fila de banco. A suspensão das atividades foi determinada pela Secretaria de Defesa do Consumidor e tem duração de 48 horas.

O local foi interditado na manhã de terça-feira (29). De acordo com a autarquia, esta unidade bancária já havia recebido 27 autuações somente em 6 de agosto, quando foi fiscalizada.

A secretaria já havia fechado este ano, no Centro da capital catarinense, uma agência bancária do Itaú e outra do Santander. A legislação municipal determina que o tempo máximo de espera pelo atendimento de caixas é de 15 minutos em dias normais e de 30 minutos em véspera ou após feriado prolongado. 

"É dever de todo cidadão lesado fazer a denúncia ao Procon, para que se possa fazer cumprir a lei. Basta apresentar a senha autenticada, na qual consta o horário do atendimento", explica Tiago Silva.

Embora tenha sido autuada e notificada por não respeitar o limite, segundo o órgão municipal, a agência não apresentou defesa. Por isso, em 11 de setembro, foi aplicada multa de R$ 270 mil. Este valor é referente a 27 multas, cada uma de R$ 10 mil. Este prazo de dois dias é estipulado para que obanco possa se adequar à lei.

A ação, coordenada pelo secretário de Defesa do Consumidor, Tiago Silva, teve o acompanhamento de representantes do Sindicato dos Bancários. A entidade atribui a espera nas filas à falta de funcionários e responsabiliza os bancos pelo problema.

A prefeitura municipal divulgou por meio de sua assessoria de imprensa que o HSBC confirmou a carência de trabalhadores e que por ter encerrado as atividades - o banco foi comprado pelo Bradesco - não tem como contratar caixas. 

 

Fonte: G1 - 30/09/2015