Webmail

Justiça condena HSBC por prática antissindical em Dourados
17/04/2015

Dirigente sindical também denunciou o banco por assédio moral

O Banco HSBC, foi condenado em primeira instância, pela Justiça do Trabalho, a pagar indenização por dano moral a uma funcionária e diretora do Sindicato dos Bancários de Dourados e Região, por assédio moral e prática antissindical, em agência da instituição de Dourados (MS).

A funcionária levou o caso à justiça por sofrer assédio moral depois que passou a integrar a diretoria do Sindicato. O primeiro ato da gerência foi obstar a promoção para o cargo de gerente assistente premier , o qual já estava exercendo há seis meses, rebaixando-a para a função de atendente. 

Ainda não satisfeito, o gerente geral da agência proibiu que os demais funcionários conversassem com bancária, dizendo que sindicalista não é visto com bons olhos pelo banco. O abuso do gerente foi tamanho que chegou a retirar-lhe a cadeira do setor de atendimento, obrigando a mesma a trabalhar em pé.

O assédio moral e a prática antissindical foram reconhecidos pelo juiz da 1ª Vara do Trabalho de Dourados, em sentença proferida no dia 09 de abril, que condenou o banco a efetiva-lá no cargo de gerente assistente premier que ocupava, pagar os salários da função, retroativos com juros e correção monetária e, ainda, pagar uma indenização no valor R$ 40 mil à bancária. 
 

Fonte: Seeb Dourados - 17/04/2015