Webmail

Assinado o Acordo Aditivo com o Santander
08/01/2008

Os funcionários do Santander conseguiram a renovação do aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), conquistado na campanha salarial de 2006. O acordo, construído na mesa de negociação pelos sindicatos e a direção do Santander e aprovado pelos bancários através de assembléias, já foi assinado e tem valor retroativo a 1º de setembro de 2007.

Houve grandes avanços nas cláusulas sociais. O período de amamentação, que dá direito à trabalhadora de iniciar sua jornada meia hora mais tarde e sair meia hora mais cedo para amamentar, foi ampliado de seis para nove meses. Outra mudança importante veio para os funcionários com deficiência que passam a ter abono de ausência quando tiverem de reparar próteses ou órteses - como cadeira de rodas.

As conquistas do aditivo também se estenderam à área econômica: os programas próprios de remuneração não serão descontados da Participação nos Lucros e Resultados. Além disso, os bancários conquistaram o auxílio-educação. Mil bolsas para todos os trabalhadores do conglomerado que tenham pelo menos um ano de empresa poderão pleiteá-las. A conquista é válida para a primeira graduação nas áreas de Economia, Administração, Ciências Contábeis, Comércio Exterior, Marketing, Direito e Matemática, além de cursos na área de Tecnologia da Informação (desde que sejam reconhecidos pelo Ministério da Educação e Cultura). A bolsa corresponderá a 50% do valor da mensalidade com teto de R$ 300. Segundo informações do banco, o período de inscrição para acesso ao auxílio deve iniciar-se na segunda quinzena de janeiro.

Fonte: Contraf-CUT/FEEB-RS