Webmail

A propaganda manipuladora contra Hugo Chávez
27/12/2007

A mídia brasileira, com raras exceções, tem procurado esconder o fato de que o atual presidente venezuelano, Hugo Chávez, chegou ao poder através de eleições. Chávez foi eleito em 1999 e reeleito em 2006. Nesse meio tempo, em agosto de 2004, se submeteu a um plebiscito que podia revogar seu mandato, o qual venceu com 58,2% dos votos. Detalhe: o plebiscito foi inserido na Constituição venezuelana pelo próprio Chávez. Portanto, gostemos ou não do Chávez, estes são os fatos.

 Assim mesmo, os órgãos hegemônicos da mídia brasileira procuram, através de uma propaganda avassaladora e manipuladora, convencer o povo brasileiro de que o presidente venezuelano é um ditador. O comportamento da mídia hegemônica pelo mundo afora não é diferente do da mídia brasileira. 

Diante disso, o jornalista e escritor belga, Michel Collon, resolveu mostrar a seus leitores o tamanho da manipulação a que são submetidos pela propaganda midiática. De forma bastante original, Collon “bolou” um enigma, que extraímos do sítio português www.resistir.info e publicamos abaixo.

O enigma de Michel Collon

 

O presidente A propõe uma nova Constituição e submete-a à votação do seu povo.

O presidente B também propõe uma Constituição. Quando uma parte do povo diz não, cessa a

votação. Um pouco mais tarde, esta mesma Constituição é imposta — mas sem votação.

Qual dos dois é o democrata? Erraram todos.

O primeiro presidente chama-se Chávez e, portanto, é um populista e um ditador.

O segundo presidente chama-se Sarkozy e União Européia e, portanto, estes são democratas.

Viva a democracia!