Webmail

Banrisul: Comissão aprofunda debate sobre o novo Plano de Carreira
19/05/2014

Movimento sindical cobra implementação imediata

A Comissão Paritária sobre o Plano de Carreira no Banrisul esteve reunida na sede da Fetrafi-RS, na tarde desta quarta-feira (15), para retomar o debate sobre critérios para promoções, enquadramento, funções e sistema de avaliação. A reunião envolveu representantes do movimento sindical, do quadro geral de funcionários e da direção do Banrisul.

Os banrisulenses reivindicaram que após o enquadramento, seja concedida uma promoção imediata para os empregados que continuarem desenquadrados. O Banco alegou que isto será muito difícil em função dos resultados do balanço do último trimestre. No entanto, os representantes da instituição ainda irão avaliar a possibilidade.

O movimento sindical também quer manter a perspectiva de promoção por tempo de serviço, mesmo para aqueles empregados que já atingiram o topo da carreira pelo novo plano, mas ainda terão que trabalhar mais tempo até a aposentadoria. O Banrisul entregou dados preliminares para que o movimento sindical possa identificar o número de trabalhadores que estão nesta condição para viabilizar uma negociação mais objetiva sobre este item.

Vagas por merecimento

Além de enfatizar a necessidade de um novo sistema de avaliação, baseado em critérios objetivos e transparentes, os banrisulenses cobraram o aumento do número de vagas para promoções por merecimento. “Queremos resolver esta questão juntamente com a finalização do novo plano de carreira. O sistema de avaliação não pode gerar injustiça e descontentamento”, destaca a diretora da Fetrafi-RS, Denise Corrêa.

Funções e comissionamentos

O movimento sindical ressaltou que estes temas também compõem a carreira e devem ser definidos através do novo plano. Além disso, os dirigentes cobraram a implementação imediata do “X” para os trabalhadores da área de Tecnologia da Informação.O Banco reafirmou as propostas sobre o “X” da TI e os escriturários especialistas, mas usa a ação do Ministério Público – que impede comissionamentos até o fim do processo – como fator que inviabiliza o encaminhamento imediato destas questões.Após insistência do movimento sindical, os representantes do Banrisul admitiram, que as soluções para estas pendências relacionadas a comissionamentos devem ser discutidas no âmbito da Comissão Paritária.

Sobre o processo

O andamento do processo nº 001/1.12.0283864-3 pode ser acompanhado por qualquer pessoa. Os departamentos jurídicos do SindBancários e da Fetrafi-RS já estão trabalhando na manifestação requerida pelo Ministério Público.

Subcomissões de TI e Call Center

Os dirigentes sindicais cobraram a efetivação do funcionamento das subcomissões de Tecnologia da Informação e Call Center. Os representantes do Banrisul disseram que o encaminhamento destes fóruns será discutido na próxima reunião.

Simulador

O movimento sindical solicitou a disponibilização do simulador do novo plano, mas o Banco informou que o desenvolvimento do programa ainda não foi concluído.Os dirigentes sindicais reivindicaram que o Banco atenda todas demandas discutidas na próxima reunião da Comissão Paritária, agendada para o dia 04 de junho, às 14h30, na sede da Federação.

 

Fonte: Imprensa/Fetrafi-RS – 16/05/2014