Webmail

Contraf-CUT e Banco do Brasil negociam CCP nesta terça-feira, 20/11
20/11/2007

A Contraf-CUT e o Banco do Brasil reúnem-se nesta terça-feira, dia 20, para negociar a situação da Comissão de Conciliação Prévia (CCP). O diretor do Sindbancários, Júlio Vivian, representa os bancários gaúchos na negociação.

Segundo o coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB, Marcel Barros, o banco já conhece todos os problemas enfrentados nas CCPs, entre eles, os cálculos que não estão sendo feitos quando o trabalhador comprova que seus direitos foram burlados. 

O Banco do Brasil também alterou o anexo 1 do acordo da CCP para dar como quitados os valores devidos à Cassi e à Previ, além dos próprios direitos trabalhistas. Outro problema é a tentativa do BB de negociar diretamente com os funcionários, via Gepes, sem a intermediação dos sindicatos, além de não cumprir os prazos acordados. 

"Com base nessas constatações, a Contraf-CUT propôs esta negociação com o Banco do Brasil para solucionar os problemas apontados. Até resolvermos isto, a Comissão de Conciliação Prévia continua suspensa", destaca o dirigente sindical.

 

Histórico
A FEEB-RS reuniu dirigentes sindicais do BB no dia 20 de julho para detalhar os procedimentos sobre a instalação das Comissões de Conciliação Prévia. Em seguida, a entidade elaborou uma cartilha específica para esclarecer possíveis dúvidas sobre a instalação e o trabalho das CCPs. No último dis 06 de novembro a Federação reuniu novamente os dirigentes para avaliar a atuação das CCPs instaladas em todo o Estado.

 

 

Fonte: Contraf-CUT/FEEB-RS