Webmail

George Bush diz querer levar democracia a Cuba
19/11/2007

Dias atrás, o Governo dos Estados Unidos divulgou a criação de um fundo internacional destinado a fazer obras em Cuba após a morte de Fidel Castro. O fundo, segundo George Bush, objetiva também levar a democracia aos cubanos. 

Os povos nicaragüense, vietnamita, salvadorenho, iraquiano, chileno e muitos outros já provaram o gosto da democracia made in USA. A democracia made in USA é feita, primeiramente, com muita corrupção.  Se esta não funciona, entram em cena outros meios também bastante “democráticos” como os esquadrões da morte, mísseis, bombas e minas pessoais. A democracia made in USA despejou 4.500.00 de toneladas de bombas sobre o Vietnam matou, até os primeiros meses de 2006, mais de 655.000 iraquianos como resultado da invasão do país árabe. Será que os cubanos estariam sedentos por uma democracia desse tipo?

O jornalista e documentarista australiano, John Pilger, escreveu um artigo sobre a atual situação do Iraque.  No artigo, Pilger afirma que o abastecimento de água à população foi alvejado deliberadamente como o comprova um documento secreto da Defence Intelligence Agency, dos EUA. Resultado disso, segundo Pilger, a maioria dos iraquianos não têm, atualmente, acesso à água corrente e esgotos. Esses serviços básicos eram tão universais no Iraque quanto na Grã-Bretanha, enfatiza o jornalista.

 

Para ler o artigo de John Pilger, Sem lágrimas nem remorsos pelos caídos no Iraque, clique aquiwww.resistir.info/pilger/pilger_14nov07.html